Tag: #chouriço

Receitas onde o Chouriço entra na sua confeção

Coelho com Chouriço e Cogumelos

Por Carla Rocha

Este Coelho com Chouriço e Cogumelos é a forma preferida de comer carne de coelho cá em casa. É muitas vezes feito sem qualquer preparação prévia, pois tempero-o diretamente no tacho e nunca desilude. A carne de coelho, é uma carne saudável e é um dos segredos da Dieta Mediterrânea, segundo o site https://carnedecoelhoosegredo.eu/. Visite-o e fique a saber mais sobre a campanha #EUAgriPromo, uma campanha promovida pela ASPOC – Associação Portuguesa de Cunicultura em parceria com a União Europeia. No site vai poder verificar os cortes de carne disponíveis e ter acesso a deliciosas receitas! Nesta receita de Coelho com Chouriço e Cogumelos estou a usar o corte de Meio Coelho Cortado, o que eu pessoalmente, mais gosto. O resultado é uma carne bem confecionada, com um molho bem apetitoso e rico que é ótimo para acompanhar com arroz branco ou batatinhas fritas. Experimente a receita, pois vai adorar!

Manteigas Gourmet

Por Carla Rocha

Não sei como é aí em casa, mas aqui não resistimos a manteigas com sabor, por isso fiz estas Manteigas Gourmet. Não lhe trago hoje uma receita, mas sim três receitas de Manteiga Gourmet, que pode replicar, ou usar como inspiração para criações suas. São deliciosas barradas no pão, mas são igualmente deliciosas para enriquecer pratos de massa, por exemplo. Das três não consigo decidir qual gosto mais: Alho Assado e Tomilho, Tomate Seco e Manjericão ou Chouriço de Porco Preto. É caso para dizer, todas! Espero que goste da sugestão, que é bem fácil de executar e que vai surpreender todos! Assista ao vídeo para ver com as fiz.

Pão com Chouriço

Por Carla Rocha

Eu não consigo resistir a um Pão com Chouriço acabado de fazer, transporta-me aos tempos de feira, em que a visita à banca do Pão com Chouriço era obrigatória. Agora no recolhimento em casa, a solução é mesmo fazê-lo e degostá-lo!

Cozido à Portuguesa na Slow Cooker

Por Carla Rocha

O Cozido à Portuguesa é uma receita tradicional que sempre fiz no tacho, por etapas. Desta vez saiu um Cozido à Portuguesa na Slowcooker, onde foi tudo colocado ao mesmo tempo na cuba. Posso dizer-vos que o resultado final, ficou fantástico, bem apurado e delicioso. A versão que aqui lhe apresento, foi feita com as carnes que aqui em casa consumimos, contudo pode ajustar, com o que mais gostar. O mesmo se aplica aos legumes, não usei por exemplo, nabo e a couve que usei, foi a que tinha em casa, couve branca. Faça com o que mais gostar, mas faça! Tenha apenas em atenção a capacidade da sua slowcooker em relação aos ingredientes, a minha é de 6L.

Arroz de Milho e Chouriço

Por Carla Rocha

Aqui em casa eu e a Joana somos fãs de arroz malandro, daquele com o caldo grosso e este Arroz de Milho e Chouriço é um dos que mais gostamos como acompanhamento. Volta e meia, lá vem a Joana pedir para o fazer e o que vale, é que nos sabe sempre bem!

Broa com Chouriço

Por Carla Rocha

Hoje foi dia de broa cá em casa. Fiz broa com e sem chouriço. Esta broa é feita com três farinha distintas: milho amarelo, centeio integral e trigo e tendo milho, tem a particularidade de se ‘cozer’ a farinha no início do processo com água a ferver. É uma etapa que tem que ser feita com calma e que até custa um pouco, pela temperatura que temos que suportar, mas nada impossível, faço-o sem problema, só custa mesmo no início. Aqui para a broa de chouriço tive um percalço, pois pensei que tivesse mais chouriço e tenha apenas meio, pelo que usei também chourição. Na receita coloquei a quantidade de chouriço necessária. Também para fazer a broa que vêm na foto, amassei massa com 1 kg de farinhas, tendo dividido a massa ao meio na hora de colocar o chouriço. As quantidades que aqui estão na receita, são para uma broa como a da foto.

Feijoada Brasileira (Rápida e Fácil)

Por Carla Rocha

Como quase todas as receitas que faço, esta é uma receita fácil e rápida. Não é uma verdadeira e típica feijoada brasileira, em que cozemos o feijão em casa e se usam carnes salgadas. Não, é uma feijoada ao alcance de todos, rápida de fazer e que cumpre a função de ser deliciosa para os amantes deste tipo de comida e especialmente de feijão preto, que só por acaso, é o feijão preferido, tanto do Francisco como da Joana. O feijão que usei foi enlatado e as carnes, rojões e costelinha (partida ao meio para ficar ainda mais pequena). Para acompanhar, aconselho arroz branco e claro se tiver, farofa.

Folar de Valpaços

Por Carla Rocha

Desde que vim morar para o norte do país que adotei este folar na Páscoa, não fosse eu fã assumida de enchidos 😉. A massa é uma massa fofa, que cresce bastante, alternada com camadas de carnes e enchidos fumDesde que vim morar para o norte do país que adotei este folar na Páscoa, não fosse eu fã assumida de enchidos 😉. A massa é uma massa fofa, que cresce bastante, alternada com camadas de carnes e enchidos fumados, onde o presunto e o salpicão assumem o papel principal. Quando o faço em Olhão, coloco fatias finas de toucinho gordo. Aqui na Maia como não o tenho, coloquei barriga fumada, que por sinal adoro. As quantidades que aqui indico dão para dois folares médios, ou um grande, sendo que o grande, aconselho a fazer como o tradicional, isto é, abrir a massa, espalhar as carnes por cima e depois enrolar. Vai depois a cozer num tabuleiro de barro ou pirex, cujas paredes não devem ter mais de 8cm de altura, para que o folar cresça e abra um pouco para os lados. Eu optei por fazer os meus em separado, isto é, 500g de farinha e respetivos ingredientes, de cada vez, para que pudesse amassar tudo na batedeira.ados, onde o presunto e o salpicão assumem o papel principal. Quando o faço em Olhão, coloco fatias finas de toucinho gordo. Aqui na Maia como não o tenho, coloquei barriga fumada, que por sinal adoro. As quantidades que aqui indico dão para dois folares médios, ou um grande, sendo que o grande, aconselho a fazer como o tradicional, isto é, abrir a massa, espalhar as carnes por cima e depois enrolar. Vai depois a cozer num tabuleiro de barro ou pirex, cujas paredes não devem ter mais de 8cm de altura, para que o folar cresça e abra um pouco para os lados. Eu optei por fazer os meus em separado, isto é, 500g de farinha e respetivos ingredientes, de cada vez, para que pudesse amassar tudo na batedeira.

Feijão Preto

Por Carla Rocha

Esta é uma receita bem simples de fazer, sendo que a simplicidade vem de se usar feijão já cozido, em lata. Aqui em casa é a nossa preferida. Faço-a várias vezes como acompanhamento de carne grelhada ou carne mechada.

Broínhas de Chouriço

Por Carla Rocha

Comecei por fazer esta receita como Broa normal, daquela bem crocante e viciante. Claro que, depressa a adaptei ao que mais gostamos, que são as broas e pães com chouriço. A fornada que serviu de modelo para as fotos da receita, foi feita nas férias e foi consumida antes de mesmo de arrefecer! Já me estão a pedir para voltar a fazer… o que tem de bom, é que ao contrário de outros pães com fermento natural, esta massa não precisa de tanto descanso, consegue-se fazer todo o processo em poucas horas.