Tag: #molho

Lemon Curd

Por Carla Rocha

Esta é uma receita prática e simples de fazer Lemon Curd. O resultado final é um frasco pequeno de Curd, contudo, pode facilmente fazer mais quantidade, adaptando os ingredientes. O processo, serve também de base para outros curds, tais como o curd de maracujá. Eu pessoalmente, gosto de doces com limão e uso o Lemon Curd para vários fins, tais como, comer com panquecas, rechear bolos, comer em iogurtes. Depois de feito, o Curd deve ser guardado em frascos esterilizados e armazenados no frigorifico durante 1 mês. No nosso instagram, encontra um destaque com os vídeos do processo de como fizemos este Lemon Curd.

Gnocchi com Molho de Tomate e Beringela (assados) e Cogumelos Portobello

Por Carla Rocha

Esta receita saiu na tentativa de reproduzir um gnocchi ou nhoque, como o quiserem chamar, que comi há uns dias atrás num restaurante. Lembrei-me de o fazer, para responder ao repto lançado pela Teresa do Healthy Bites, em que começou um movimento no Instagram em defesa do Tomate Coração de Boi, que tantas vezes não é bem identificado. Fiz o molho uns dias antes e guardei para este Gnocchi com Molho de Tomate e Beringela (assados) e Cogumelos Portobello. Posso dizer que ficou delicioso. É uma refeição que posso dizer que é rápida, pois tendo o molho já pronto, em menos de 30 minutos, conseguimos colocá-la na mesa. Os cogumelos portobello, como sempre, dão um sabor marcante ao prato. Na descrição da receita, vou deixar as instruções para o molho, contudo, podem usar qualquer molho de tomate da vossa eleição, tenham é atenção de usar um molho equilibrado, em que o ácido do tomate, não seja muito marcante, para não alterar os sabor final. Se quiserem ver como fiz este gnocchi, visitem no meu perfil de instagram, onde podem encontrar um vídeo com o passo a passo, vejam-no aqui!

Camarões Grelhados e Flamejados

Por Carla Rocha

Para quem gosta de camarões e quer fugir aos típicos camarões cozidos, esta é uma excelente receita de Camarões Grelhados e Flamejados, que é feita no forno. Depois de grelhados, são flamejados com whisky, o que lhes confere um sabor divinal! Os camarões a usar, devem ser grandes, de calibre 20/30. O calibre define o número de peças por quilo de produto, assim um camarão de calibre 20/30 quer dizer que por cada quilo desse camarão, virão entre 20 a 30 unidades. Reserve uma fatias de pão para sim, pois não sei se vai conseguir resistir ao magnifico molho que se forma!

Caril Tailandês de Frango e Legumes

Por Carla Rocha

Nesta época em que as viagens estão suspensas e mesmo as visitas aos restaurantes estão condicionadas, nada como recriar casa pratos que nos transportam para outros lugares. Com este Caril Tailandês de Frango e Legumes, viajei até à Tailândia, com sabores exóticos e picantes. Foi um caril que provei pela primeira vez num restaurante no Porto e que se tornou num dos meus preferidos. Andava com vontade de o fazer há algum tempo e ainda bem que o fiz, pois o resultado superou as minhas expectativas! Usei uma pasta de caril amarelo, de compra, o que simplificou muito o processo, que acaba por ser simples e rápido. Deixo o link de onde comprei nos ingredientes. Com o entusiasmo de o fazer, acabei foi por me esquecer de juntar os rebentos de soja que tinha comprado para o efeito. Fica para a próxima! Espero que gostem da sugestão.

Salada em Camadas

Por Carla Rocha

Quando tive que dar o nome a esta salada para a colocar aqui no site, fiquei um pouco à deriva sem saber que nome lhe dar. O calor tem sido muito e só nos apetece pratos frios. Esta salada foi feita para um jantar de semana, onde reuni numa taça, em camadas, os ingredientes que tinha em casa: Alface, Cenoura, Pepino, Rabanete, Milho e Abacate. Como serviu de refeição principal, aproveitei para usar uns camarões cozidos que tinha no frigorífico e, como a Joana não gosta de camarão, grelhei na frigideira um peito de frango que já tinha temperado, tendo este sido feito com antecedência a tempo de estar frio na hora de consumir a salada. Talvez possa dizer que é uma salada para aproveitar o que tenho em casa, mas que agrada a todos e que pode ser feita como o que se tiver e usando combinações de ingredientes que combinem, o que depende muito do gosto de cada um! Em baixo pover na galeria fotografias de todas as camadas e também do molho.

Pica Pau com Molho de Francesinha

Por Carla Rocha

Normalmente o pica pau faço-o depois de ter feito francesinha e com alguns dos ingredientes que sobram, como as carnes e até o pão. Claro que tendo molho, se pode fazer quando se quiser, pois sabe sempre bem. Aqui em casa, servimo-lo como o gostamos de comer, com pão torrado. Aprendemos no Café Turista que é um café que serve este tipo de snacks aqui na Maia e a que gostamos muito de ir.

Francesinha

Por Carla Rocha

A francesinha é um prato típico do Porto, embora já seja feita em vários pontos do país e do mundo. As receitas que existem são muitas, com as mais diversas variações, desde francesinha de carnes brancas, francesinhas de marisco, francesinhas vegetarianas, etc. Aqui em casa, faço normalmente a francesinha dita tradicional. A bem dizer, o que difere e faz diferença na francesinha é o molho, pois é este o seu ponto forte e o que marca a diferença entre elas. Existem diversas receitasd e molho e eu própria já tenho feito algumas. Aqui coloco uma receita de um molho equilibrado e que satisfaz os paladares aqui em casa.