Tag: #páscoa

Pão de Ló Húmido

Por Carla Rocha

Este é sem dúvida, o Pão de Ló preferido da Joana. Ainda ela não o começou a comer e já está a dizer que vai acabar rápido 😊. Ao contrário do que se pensa, não é nada difícil de fazer, sendo que o que acho mais difícil é mesmo acertar com o tempo de cozedura, pois não gosto dele nem muito cru, nem muito cozido. Gosto dele cozido nos lados e cru apenas ao centro. O tipo de ovos também faz diferença neste pão de ló, sendo que preferencialmente uso sempre ovos caseiros, o que não aconteceu este ano, pois não houve oportunidade de os comprar. Mesmo assim, saiu este lindo e delicioso pão de ló húmido que tornou a nossa Páscoa ainda mais docinha!

Folar de Valpaços

Por Carla Rocha

Desde que vim morar para o norte do país que adotei este folar na Páscoa, não fosse eu fã assumida de enchidos 😉. A massa é uma massa fofa, que cresce bastante, alternada com camadas de carnes e enchidos fumados, onde o presunto e o salpicão assumem o papel principal. Quando o faço em Olhão, coloco fatias finas de toucinho gordo. Aqui na Maia como não o tenho, coloquei barriga fumada, que por sinal adoro. As quantidades que aqui indico dão para dois folares médios, ou um grande, sendo que o grande, aconselho a fazer como o tradicional, isto é, abrir a massa, espalhar as carnes por cima e depois enrolar. Vai depois a cozer num tabuleiro de barro ou pirex, cujas paredes não devem ter mais de 8cm de altura, para que o folar cresça e abra um pouco para os lados. Eu optei por fazer os meus em separado, isto é, 500g de farinha e respetivos ingredientes, de cada vez, para que pudesse amassar tudo na batedeira.

Folar Algarvio de Bater

Por Carla Rocha

Este folar leva-me de volta à minha infância e ao Montenegro (Faro), onde vivi até aos 8 anos. Sempre foi o folar preferido do meu pai. Embora em casa o que entrasse mais fosse o folar de Olhão que a minha avó Juliana fazia como ninguém, tinha que haver sempre um folar destes para o meu pai e com ovo cozido dentro, senão nem era folar 😊. Da família, pelo menos que eu me recordo, quem o fazia era a tia Alzira. É um folar um pouco diferente, pois não leveda e é feito na batedeira ao invés de ser amassado. Tem sabor forte a especiarias, erva doce e canela que eu tanto adoro. Tenham apenas atenção ao encher a forma, não passem mesmo dos 2/3, senão acontece-vos o que me aconteceu a mim e que podem ver no vídeo. Eu aviso, mas depois não cumpro! O que interessa é que este folar está divinal e vai estar na nossa mesa de Páscoa.

Pão de Ló Tradicional

Por Carla Rocha

O pão de ló é um dos meus bolos preferidos. Este que aqui vos apresento, é cozido em alguidar de barro, tapado por outro alguidar. Para forrar o alguidar, uso papel cavalinho de tamanho A3. Gosto ainda mais, quando tenho ovos caseiros, pois fica com uma cor mais vibrante. Eu tenho dois truques para obter um pão de ló, ainda mais perfeito, usar ovos à temperatura ambiente, colocar o pão de ló quente, num saco de plástico até arrefecer.