Método de Preparação: Fogão

Receitas cujo método de confecção é no fogão

Ervilhas com Ovos Escalfados

Por Carla Rocha

Existem muitas versões de Ervilhas com Ovos Escalfados, eu própria vou variando de acordo com o que tenho em casa. Se umas vezes ponho chouriço e morcela, noutras ponho bacon ou o melhor de tudo e, como a minha mãe as faz, com a gordura do toucinho frito. O essencial e que nunca muda são as ervilhas, os ovos e os coentros. Estando fora da época das ervilhas, usei ervilhas congeladas que ficaram muito saborosas e que levaram pouco tempo a cozer. Como sempre, tento fazer a mais, para sobrar e juntar um pouco de esparguete na refeição seguinte. À medida que aqui estou a escrever, já estou a pensar que tenho de voltar a fazer, pois confesso que é um prato que me preenche!

Peitos de Frango Recheados com Bimis, Bacon e Queijo Coalho

Por Carla Rocha

Esta receita surgiu pela necessidade de usar os Bimis. Queria usá-los de uma forma diferente que não apenas cozidos e que bem que ficaram… estes Peitos de Frango Recheados com Bimis, Bacon e Queijo Coalho resultaram deveras deliciosos. A junção dos ingredientes ficou muito agradável, O queijo usado, o coalho, não derrete completamente, uma vez que é um queijo próprio para grelhar. O bacon, como sempre não desilude. O resultado final, uma carne suculenta e saborosa.

Doce de Ovos

Por Carla Rocha

Esta é sem dúvida uma receita a guardar. Uma receita tradicional portuguesa de Doce de Ovos que pode usar como complemento para muitas outras receitas, ou para comer assim simples, pois sabem muito bem. Os vídeos com o passo a passo desta receita, estão disponíveis num destaque próprio no nosso instagram @cozinhaalacarte.

Alhos Confitados

Por Carla Rocha

Confesso que a primeira vez que ouvi falar em Alhos Confitados foi quando a Teresa do HealtyBites os partilhou, mas fiquei logo curiosa. Sempre gostei do sabor a alho, desde que não seja muito intenso e , uso sempre alho quando cozinho, seja fresco, seco ou em pó. Estes Alhos Confitados resultaram numa agradável surpresa. O sabor é muito agradável, o cheiro igual, pois perde aquele cheiro mais ativo e transforma-se num cheiro mais doce. As suas utilizações são vastas, sendo a mais simples e prática, o usar para barrar como se fosse manteiga de alho! O azeite que resulta da cozedura, tem sido uma mais valia para os cozinhados aqui em casa, pois tem um sabor tão distinto que faz a diferença em qualquer prato. Vai ser um ‘must have’ para o Natal, para temperar o Bacalhau! Aproveitei e juntei os Alhos Confitados, ao cabaz de Natal, que este ano, está mais gourmet que nunca.

Aletria Doce

Por Carla Rocha

A aletria foi um doce de natal que aprendi a gostar com o Francisco. Até casar, em nossa casa só se comia Arroz Doce. Agora todos gostamos. É um dos doces presentes na nossa consoada e, um dos que mais cedo nesta época, começo a fazer.

Papos de Anjo em Hóstia

Por Carla Rocha

Estes Papos de Anjo em Hóstia, são uma pérola da doçaria conventual portuguesa e como tal, à semelhança de outros que fazem parte da nossa história, devem ser conservados como uma relíquia. Foi este tema que me fez inscrever no curso intensivo de Doçaria Conventual Portuguesa da Mónica Pereira. Aprender mais sobre a nossa história gastronómica, neste caso a doçaria. Foi um curso magnífico que recomendo vivamente! Dos doces que lá aprendi a fazer, estes Papos de Anjo em Hóstia, têm sido os que mais tenho reproduzido, pois agradaram a todos!

Arepas de Queijo

Por Carla Rocha

As Arepas são típicas da Venezuela, que foi onde o Francisco cresceu dos 3 aos 18 anos. Tal como outros pratos que faço, as Arepas tornaram-se presentes na nossa alimentação. Estas são Arepas de Queijo, que levam queijo na massa e no recheio. São bem fáceis e rápidas de fazer, uma vez que estes ‘pãezinhos’ não precisam de levedar. A única dificuldade poderá passar por encontrar a farinha de milho cozido, sendo que nos hipermercados como o Jumbo ou Continente, costumam ter sempre disponível da marca original a PAN. Na Mercadona, também têm de marca própria. Sendo as Arepas exclusivamente de milho, são sem glúten, sendo uma boa opção para doentes celíacos. Estas que aqui vos apresento, conforme já escrevi acima, têm queijo na massa, são bem saborosas. Pode usar qualquer tipo de queijo que goste, tendo em atenção, que quanto mais forte for o queijo, mais forte será o sabor. Um ponto a ter em consideração é usar um queijo que derreta bem como mozarela, flamengo, edam, emmenthal, etc. pois só assim iremos ter umas Arepas de Queijo, daquelas que criam fios de queijo derretido. Termino dizendo que aqui em casa se comem arepas em qualquer refeição, seja como entrada, como prato principal, acompanhadas por exemplo de uma salada, ou até como lanche. O que importa é haver e comer, diz o Francisco. Os vídeo de como as fiz, podem vê-lo no destaque próprio que criei no nosso instagram @cozinhaalacarte.Espero que gostem da sugestão!

Paella

Por Carla Rocha

Um prato típico da vizinha Espanha, que eu andava há algum tempo com vontade de comer, a Paella… saiu esta no fim de semana. Uma Paella com Frango, Lulas e Camarão, uma refeição completa que fez as nossas delícias. Embora dê algum trabalho e tenha alguma técnica, não é nada difícil de fazer, basta seguir as indicações que lhe deixei e vai ver que vai ter uma deliciosa Paella à sua mesa. Embora nesta que aqui apresento não tenha colocado (esqueci comprar), costumo colocar pimento vermelho, que frito juntamente com o frango logo no inicio e reservo, para decorar no final, juntamente com os camarões. A minha frigideira de Paella é da Ikea e tem 38 cm.

Omelete na Tortilha

Por Carla Rocha

Esta Omelete na Tortilha saiu num almoço rápido de dia de semana. A Joana não estava em casa, pelo que pude dar asas à minha criatividade e ir ao sabor do que me apetecia. Cogumelos e espinafres são uma das minhas combinações preferidas, pelo que saiu uma omelete de cogumelos e espinafres que foi depois enrolada em tortilhas, dando-lhe um aspeto de torta. O vídeo de como a fiz, podem vê-lo no instagram.

Lemon Curd

Por Carla Rocha

Esta é uma receita prática e simples de fazer Lemon Curd. O resultado final é um frasco pequeno de Curd, contudo, pode facilmente fazer mais quantidade, adaptando os ingredientes. O processo, serve também de base para outros curds, tais como o curd de maracujá. Eu pessoalmente, gosto de doces com limão e uso o Lemon Curd para vários fins, tais como, comer com panquecas, rechear bolos, comer em iogurtes. Depois de feito, o Curd deve ser guardado em frascos esterilizados e armazenados no frigorifico durante 1 mês. No nosso instagram, encontra um destaque com os vídeos do processo de como fizemos este Lemon Curd.