Cozinha: Portuguesa

Cozido à Portuguesa na Slowcooker

Por Carla Rocha

O Cozido à Portuguesa é uma receita tradicional que sempre fiz no tacho, por etapas. Desta vez saiu um Cozido à Portuguesa na Slowcooker, onde foi tudo colocado ao mesmo tempo na cuba. Posso dizer-vos que o resultado final, ficou fantástico, bem apurado e delicioso. A versão que aqui lhe apresento, foi feita com as carnes que aqui em casa consumimos, contudo pode ajustar, com o que mais gostar. O mesmo se aplica aos legumes, não usei por exemplo, nabo e a couve que usei, foi a que tinha em casa, couve branca. Faça com o que mais gostar, mas faça! Tenha apenas em atenção a capacidade da sua slowcooker em relação aos ingredientes, a minha é de 6L.

Flor de Pão

Por Carla Rocha

Fazer pão é um hábito que adquiri há alguns anos e que gosto bastante. Seja pão com fermentação natural ou estes mais simples que não requerem que se amasse a massa, apenas que se tenha tempo para esperar a levedação. Esta Flor de Pão, é feita com massa de pão se amassar, repousada durante 14 horas, mas que pode repousar entre as 8 e as 24 horas. No dia é só moldar as bolinhas e levar a cozer. Reportei todo o processo em vídeo, que está num destaque próprio no nosso Instagram. Posso dizer que já foi feito por várias pessoas, algumas sem experiência em fazer pão, por isso, toda a meter massa a levedar para ter a sua Flor de Pão! Leia bem a descrição da receita para ter atenção aos tempos de repouso.

Ervilhas com Ovos Escalfados

Por Carla Rocha

Existem muitas versões de Ervilhas com Ovos Escalfados, eu própria vou variando de acordo com o que tenho em casa. Se umas vezes ponho chouriço e morcela, noutras ponho bacon ou o melhor de tudo e, como a minha mãe as faz, com a gordura do toucinho frito. O essencial e que nunca muda são as ervilhas, os ovos e os coentros. Estando fora da época das ervilhas, usei ervilhas congeladas que ficaram muito saborosas e que levaram pouco tempo a cozer. Como sempre, tento fazer a mais, para sobrar e juntar um pouco de esparguete na refeição seguinte. À medida que aqui estou a escrever, já estou a pensar que tenho de voltar a fazer, pois confesso que é um prato que me preenche!

Peitos de Frango Recheados com Bimis, Bacon e Queijo Coalho

Por Carla Rocha

Esta receita surgiu pela necessidade de usar os Bimis. Queria usá-los de uma forma diferente que não apenas cozidos e que bem que ficaram… estes Peitos de Frango Recheados com Bimis, Bacon e Queijo Coalho resultaram deveras deliciosos. A junção dos ingredientes ficou muito agradável, O queijo usado, o coalho, não derrete completamente, uma vez que é um queijo próprio para grelhar. O bacon, como sempre não desilude. O resultado final, uma carne suculenta e saborosa.

Doce de Ovos

Por Carla Rocha

Esta é sem dúvida uma receita a guardar. Uma receita tradicional portuguesa de Doce de Ovos que pode usar como complemento para muitas outras receitas, ou para comer assim simples, pois sabem muito bem. Os vídeos com o passo a passo desta receita, estão disponíveis num destaque próprio no nosso instagram @cozinhaalacarte.

Aletria Doce

Por Carla Rocha

A aletria foi um doce de natal que aprendi a gostar com o Francisco. Até casar, em nossa casa só se comia Arroz Doce. Agora todos gostamos. É um dos doces presentes na nossa consoada e, um dos que mais cedo nesta época, começo a fazer.

Papos de Anjo em Hóstia

Por Carla Rocha

Estes Papos de Anjo em Hóstia, são uma pérola da doçaria conventual portuguesa e como tal, à semelhança de outros que fazem parte da nossa história, devem ser conservados como uma relíquia. Foi este tema que me fez inscrever no curso intensivo de Doçaria Conventual Portuguesa da Mónica Pereira. Aprender mais sobre a nossa história gastronómica, neste caso a doçaria. Foi um curso magnífico que recomendo vivamente! Dos doces que lá aprendi a fazer, estes Papos de Anjo em Hóstia, têm sido os que mais tenho reproduzido, pois agradaram a todos!

Pá de Porco na Slow Cooker

Por Carla Rocha

Tudo o que vos posso dizer sobre esta Pá de Porco na Slow Cooker é pouco! Foi feita no dia de S. Martinho, pois gosto sempre de comer Carne de Porco com Castanhas. A carne ficou macia, suculenta, saborosa e quase dava para partir à colher. É fantástico como a comida feita na slow cooker fica sempre bem. Eu estou rendida! Desta vez fiz esta Pá de Porco na Slow Cooker na função ‘High’, ou seja, em quatro horas. O ideal, para quem como eu, está em teletrabalho. Preparei tudo de manhã cedo, tendo ligado a slow cooker às 8:30. Ás 12:30 tinha o meu almoço pronto a servir. Melhor não podia ser. Claro que a meio fui espreitar e ainda lhe juntei umas maçãs. Ficou tudo fenomenal. As castanhas assei-as no assador de barro em cima do fogão e juntei-as depois, já descascadas, ao tabuleiro de servir. Têm mesmo que experimentar!

Broas dos Santos de Batata Doce

Por Carla Rocha

Estas Broas de Batata Doce, são até agora as melhores que já fiz e foram as que mais percalços tiveram na sua execução. Comecei por apenas ter amêndoas em casa, logo eu que gosto de encher as broas de frutos secos! O maior dos precalços foi mesmo, só me aperceber que não tinha fermento para bolos em casa, quando já as estava a fazer… Sabem que mais? não foi necessário, eu que junto sempre um pouco de fermento, fi-las agora sem o mesmo e com a ajuda da farinha Branca de Neve, cresceram que foi um mimo, ficaram super fofas. Acabou o fermento nas broas! De resto só vos posso dizer para experimentarem, valem bem a pena, são macias e muito saborosas estas broas. Com elas faço o meu Pão por Deus, este ano muito diferente do habitual, mas fica o desejo de no próximo ano, tudo voltar ao normal.

Dedos de Bruxa e Olhos Raiados

Por Carla Rocha

Agora que o Halloween se aproxima, é hora de fazer biscoitos feios e assustadores, cheios de sabor. Deixamos-vos duas sugestões, Dedos de Bruxas e Olhos Raiados. Dois biscoitos feitos com os mesmos ingredientes, que podem fazer com a ajuda dos mais novos! Foi uma das receitas que fizemos no episódio do Bites à la Carte dedicado ao Halloween.