Utensílios necessários para fazer Pão com Fermento Natural

16 de Junho, 2019 0 Por Carla Rocha
Utensílios necessários para fazer Pão com Fermento Natural

Vamos agora falar dos utensílios que são necessários para começar a fazer pão com fermento natural. Alguns deles, são indispensáveis, outros nem tanto. Há sempre coisas que podemos aproveitar do que já temos em casa.

O início dos inícios, é fazer o fermento, pois só depois de termos o fermento ativado é que podemos começar a pensar em fazer o pão. Para fazer o fermento é necessário um frasco de vidro. Quando fiz o meu fermento, usei um frasco de mola, para o conseguir deixar um pouco aberto. 

Uma balança digital é fundamental, uma vez que a pesagem dos ingredientes deve ser exata.

Colher de pau para mexer, e salazar para ajudar a massa a descer.

Depois de termos o fermento ativo, denominado de massa mãe, o mesmo é guardado no frigorifico, até nova utilização. 

Na primeira fase de confeção da massa do pão, a autólise, é necessária uma taça grande com dimensão suficiente para albergar a nossa massa até à hora de ser transferida para o cesto. Aqui em casa, uso uma taça de inox que comprei no Ikea, mas pode ser uma taça de vidro.

Comprei também, um utensílio que descobri através de um vídeo que vi, que é próprio para misturar a água com a farinha. Tem o cabo de madeira e na extremidade, uma forma redonda de ferro. Claro que se pode perfeitamente misturar com as mãos, mas gostei e uso sempre.

Tenho o privilégio de ter uma kitchenaid, a batedeira que sova as minhas massas. Com o gancho metido, depois da autólise, a massa é sovada para incorporar o fermento e só depois é adicionado o sal.

Sova dada, a massa é novamente transferida para a taça de inox.

Aqui, por acaso, surgiu-me uma dificuldade, é necessário um saco de plástico para colocar a taça dentro, entre ciclos de dobras e voltas. Esse saco deve ter dimensão suficiente para que se consiga fechar. Pode usar uma mola para ajudar a fechar. Como alternativa ao saco de plástico, pode usar película aderente. Comprei alguns sacos de plástico no supermercado.

Já na fase de preparar a massa para ir para o cesto, um Corta Massas, dá imenso jeito para ajudar a pegar na massa.

Para polvilhar a farinha, comprei um infusor que é nada mais que dois coadores, presos por uma mola e que serve para fazer chá.

Na hora de moldar a massa e coloca-la no frio, é necessário um cesto. Existem diversos tipos de cestos onde se colocam a massa, os bannetones, eu tenho alguns, todos diferentes. Tenho mesmo um banneton, que comprei na loja César Castro, mas usualmente uso cestos de pão, daqueles que vão à mesa e cubro-os com um pano de algodão.

Na fase final, talvez o utensilio mais caro, seja a panela de ferro. Claro que há panelas deste género que são de marca e por isso muito caras. É necessário ter em atenção que tem que ser mesmo tudo de ferro, tampa e pegas, inclusive. Embora goste muito de utensílios de cozinha, nunca entrei muito na onda das marcas, claro que gostava de ter uma panela Le Creuset, mas tenho preferido comprar uma variedade maior de utensílios, do que gastar tudo num só. Eu uso panelas do Ikea. Comecei por comprá-las para cozinhar, mas confesso que ultimamente, servem mais para cozer o pão. Tenho os dois tamanhos que têm disponíveis, mas para quem vai começar recomendo que compre logo a maior, assim não fica condicionada no tamanho do pão.

A parte dos cortes na massa, para se fazer aqueles pães bonitos, no início comprava aquelas lâminas que se usam para os aparelhos dos pés, mas agora já mandei vir do aliexpress, um cortador todo jeitoso, contudo as lâminas servem perfeitamente.

Para colocar o pão dentro da panela, depois dos cortes, é necessário papel vegetal. Por norma, quando a massa sai do cesto, é colocada em cima de papel vegetal. Aí são feitos os cortes e depois a massa é transportada para a panela, com a ajuda do papel vegetal.

O forno é algo que é indispensável claro, quanto mais potência melhor. Usualmente a temperatura máxima que os fornos caseiros atingem são os 250ºC, se atingisse mais, era o ideal, pois o pão, requer temperatura muito alta. O nosso aqui de casa vai até aos 300ºC, sendo que cozemos o pão, na primeira fase, a 270ºC. Quem tiver forno a lenha, pode-se considerar privilegiado, eu também queria!

Depois de sair do forno, o pão deve arrefecer em cima de uma grelha/rede de arrefecimento.

Deixo a lista completa dos utensílios aqui mencionados:
– Frasco de vidro com mola;
– Balança digital;
– Colher de pau;
– Salazar;
– Taça grande;
– Batedeira;
– Saco de plástico grande;
– Corta massas;
– Cesto e pano de algodão ou Banneton;
– Infusor para peneirar farinha;
– Lâmina;
– Panela de ferro;
– Papel vegetal;
– Grelha/Rede para arrefecimento.

Resumindo, antes de iniciar o processo de confeção do pão, convém ter em casa os utensílios que são mesmo necessários, depois à medida que vai ganhando experiência e conhecimento, vai começar a sentir falta de alguns e vai comprando.