Covid-19, Quarentena, Alimentação…e agora?

11 de Março, 2020 2 Por Carla Rocha
Covid-19, Quarentena, Alimentação…e agora?

Embora nem todos pensemos igual, estamos todos no mesmo barco, pelo que entrar em exageros e histeria não nos leva a lugar nenhum. O que há a fazer é ser responsáveis por nós próprios e pelos outros e, racionais na hora de nos abastecermos no supermercado, pois se alguns de nós até temos capacidade financeira para o fazer no imediato, temos que pensar nos que não têm e que vão padecer com a ganancia soberba dos que agora são desmesurados.

Sendo que estamos a ser bombardeados com notícias de escassez em supermercados, cabe-nos a nós, reorganizar-nos e adquirir apenas o que necessitamos para fazer face ao necessário para suprir as necessidades da nossa família e não de um regimento.

Comece por se organizar e identificar necessidades:

  • Faça lista de compras para eventual quarentena, sempre a pensar no próximo. Se há pouco arroz ou massa, não o traga todo, traga apenas o que irá precisar nas próximas duas ou três semanas.
  • Planeie antecipadamente as refeições. Isto vai-lhe permitir perceber o que lhe irá fazer falta e comprar apenas o necessário.
  • Compre alimentos variados, experimente diversas marcas, compre de diversos preços!

Deixo-vos recomendações do que pode, caso o queira, comprar, para se organizar sempre em consciência e sem exageros.

🥫Enlatados
Creio que esta foi ou será a escolha da maioria, pois têm prazo de validade longo. Legumes, salsichas, conservas de peixe, fruta, etc. Existe à venda uma grande diversidade de alimentos enlatados, que embora sejam práticos de usar, nem sempre são os mais saudáveis. Escolha os que mais gostar, mas também, os que mais lhe possibilitarem confecionar refeições. Por exemplo, não se entusiasme a comprar fruta em calda em detrimento de leguminosas, pois estas servem de refeição e a fruta não. Não entrando em exageros, são boa opção: feijão, grão, cogumelos, lentilhas, tomate, atum, salsichas, etc.

Sugestão de receitas:
Feijão Preto
Bolonhesa de Carne e Lentilhas
Massa de Atum
Massa de Ratatouille

🍚Arroz, Massas e leguminosas secas
Caso prefira, em vez de enlatadas, pode optar por comprar as leguminosas secas e hidratá-las em casa. Neste caso, lembre-se que as tem que demolhar sempre e, na maioria dos casos com 24 horas de antecedência, antes de as cozer.

O arroz e as massas, são também uma boa opção e, em alturas de maior aperto, são ótimas para fazer comida de tacho com outro alimento como complemento, atum ou salsichas, por exemplo. Lembre-se, compre nas quantidades normais, sem exageros.

Sugestão de receitas:
Massa Chinesa
Arroz de Lulas
Massa de Atum

🥦Congelados
Uma vez que não se prevê que fiquemos sem eletricidade, os congelados são uma boa opção. Pode inclusive, optar por congelar uma série de alimentos frescos ou comida confecionada, o que lhe pode facilitar na hora de servir uma refeição. Por exemplo, caso faça uma refeição em que lhe sobre comida, congele-a, pois na refeição seguinte, pode-lhe não apetecer repetir e assim fica disponível para quando não quiser ir para o fogão.

Legumes frescos, também são uma boa opção para congelar, sendo que também já os pode comprar congelados, pois existe uma grande variedade e por norma são de boa qualidade: Brócolos, Ervilhas, Cogumelos, misturas de legumes, etc.

Sugestão de Receitas:
Massa Chinesa
Lombinhos de Pescada com Ervilhas e Coentros

🍗Carne e Peixe
Não entre em exageros neste tipo de alimentos, cuja prazo de validade é curto. Têm sido dos alimentos que mais notei que escasseia por estes dias nos supermercados. Opte por comprar o que vai consumir nos próximos dias.

O peixe e a carne também os pode comprar já congelados, ou congelar se os comprar frescos. Uma boa opção para quem tem crianças, são os filetes de peixe panados, vulgo douradinhos, mas sempre dos que dão para colocar no forno, para que sejam mais saudáveis.

Ainda de peixe, o bacalhau de quem todos gostamos, é uma boa opção. Compre-o seco e demolhe-o em casa. Pode depois usar ou congelar para usar mais tarde.

Sugestões de receitas:
Bolonhesa de Carne e Lentilhas
Bacalhau com ‘Natas’
Lombinhos de Pescadas com Ervilhas e Coentros
Hambúrgueres de Alheira e Espinafres
Arroz de Lulas
Pataniscas de Bacalhau

🥛 Leite, iogurtes, queijos e ovos
Os lacticínios sejam de origem animal ou vegetal, fazem sempre falta, mas lembre-se que têm um prazo de validade curto, pelo que não compre mais do que vai conseguir consumir.

Quanto aos ovos, são úteis num número variado de pratos, mas tenha igualmente em atenção o prazo de validade.

Sugestão de receitas:
Bacalhau à Brás
Cammembert com Alho e Óregãos no Forno
Queijo Chévre com Mel e Nozes no Forno

🍪Bolachas, chocolate e snacks
Estando em casa, é normal que nos apeteçam alguns ‘mimos’ e mais vezes do que o normal. Também estando em casa, estamos mais parados, pelo que devemos procurar, dentro do que temos à nossa disposição, produtos mais saudáveis, como frutos secos (ricos em calorias), fruta desidratada, bolachas secas, integrais ou de aveia e claro também ter (quantidade mínima) daquelas que nos saciem o apetite voraz de doces, em caso de aperto.

Quanto aos chocolates, de culinária caso queira fazer algum bolo ou sobremesa ou dos normais para um desconsolo. Lembre-se que são um alimento rico em calorias, pelo que não deve abusar.

Sugestão de receita:
Bolo de Chocolate no Micro-ondas

💧Água
Não se prevê que venha a faltar de água nas torneiras, pelo que deveremos continuar a consumir a água da rede. Caso, habitualmente, já compre água engarrafada, continue a comprar em quantidades normais.

🍞Farinhas
Se for dos que fazem regularmente pão em casa, de certeza que a farinha é dos alimentos que já tem na despensa 😊. Caso não seja, e queira passar a ser, experimente fazer pão em casa, é simples e fácil e eu até posso dar uma ajuda.

Tenha pelo menos um ou dois quilos de farinha sem fermento, que dá tanto para bolos ou pão. Ter fermento de padeiro, granulado ou fresco também é uma boa opção.

Com farinha, fermento e água, faz um pão delicioso. Aproveite, caso tenha que ficar por casa, para experimentar!

O pão também pode ser congelado e se o for bem feito, fica como se fosse fresco. Acomode-o em doses para que ao descongelar, o faça apenas nas quantidades necessárias para consumir.

As recomendações que aqui vos deixo, valem o que valem, são opiniões próprias e só as deve seguir se concordar com as mesmas. Foi a forma que encontrei de tentar ajudar um pouco nesta altura em que todos temos as nossas incertezas, pois eu também as tenho e não são poucas!

As sugestões de receitas, são apenas algumas, entre as muitas que existem aqui na Cozinha à la Carte. Desafio-a/o, a que se quiser alguma receita que não encontre, a deixar um comentário, pois posso sempre fazê-la e publicá-la!

Adicionalmente, caso tenha alguma sugestão, ou pedido para fazer, não hesite! Estou cá deste lado sempre disponível para ajudar.