Trutas de Batata Doce da Avó Juliana

25 de Dezembro, 2019 0 Por Carla Rocha
Trutas de Batata Doce da Avó Juliana

AutorCarla RochaCategoriaCozinhaMétodo de PreparaçãoTags, , , 10

Este é o doce típico de Natal em nossa casa e ninguém as fazia melhor do que a minha avó Juliana. É uma receita de um doce frito, em forma de rissol, cujo recheio é um doce de batata doce. A massa é bem fácil de trabalhar e pode usar para rechear com outro recheio a gosto. Guardei-a para publicar hoje, dia de Natal, como forma de homenagear a minha estrelinha, de quem sinto imensa falta. Nada é como era.

Rendimentos1 Dose

Este é um doce típico de Natal da cidade de Olhão
 1700 g Batata Doce (descascada)
 600 g Açúcar
 1 c. sopa bem cheia Canela
 1 Limão, raspa
 Água q.b.
Massa
 1 kg Farinha Trigo sem fermento T55
 125 g Banha de porco
 125 g Margarina
 1 Laranja, sumo
 100 ml Vinho branco
 Água morna q.b.
Fritura
 1,50 l Óleo
 Açúcar q.b.
 Canela q.b.

Recheio
1

Descasque as batatas, lave-as e corte-as em pedaços mais pequenos. Cubra-as com água e leve ao lume para que cozam.

2

Quando estiverem cozidas, escorra a água, reservando um pouco.

3

Reduza as batatas a puré. Deve de ser feito com um passe vite ou com um esmaga batatas. Com a varinha mágica não fica tão saboroso, mas pode-se fazer na mesma. Reserve.

4

De seguida deite o açúcar num tacho e junte um pouco de água da cozedura. A suficiente para ajudar o açúcar a derreter.

5

Leve ao lume até que o açúcar derreta.

6

Entretanto junte a raspa de um limão e uma colher de sopa de canela ao puré de batata. Misture bem.

7

Quando o açúcar estiver derretido, junte a mistura da batata, envolvendo bem.

8

Leve ao lume, mexendo regularmente até que o doce ganhe ponto (aproximadamente 50 minutos)

9

Transfira para uma taça e deixa arrefecer.

10

O ideal é fazê-lo de véspera.

Massa
11

Derreta a banha e a manteiga no micro-ondas. Pode fazê-lo juntas ou em separado.

12

Esprema o sumo à laranja e deite-o num copo de medir. Junte o vinho branco e acabe de encher o medidor, com água morna, até atingir os 500 ml.

13

Deite a farinha na batedeira. Ponha-a a trabalhar e adicione gorduras. Nesta primeira fase, irá obter uma massa areada.

14

Sempre com a máquina a trabalhar, de seguida junte os líquidos. A partir daqui é deixar trabalhar a massa.

15

O resultado é uma massa elástica, muito fácil de trabalhar, em que não é necessário polvilhar a pedra de trabalho.

Montagem
16

Prepare a bancada de trabalho. Vai precisar de um rolo de massa, um cortador de serrilha e duas colheres de sobremesa.

17

Comece a esticar a massa com o rolo. Esta tem que ser bem esticada. Um truque é utilizar a pedra da bancada como guia. Quando começar a ver a pedra através da massa, estará com uma espessura ideal (+/- 2mm).

18

Com a ajuda de duas colheres de sobremesa, ponha uma pequena porção de recheio sobre o centro da massa.

19

Feche a truta como de um rissol se tratasse.

20

Corte a truta com um cortador de serrilha.

21

Vá dispondo cada um num tabuleiro forrado com papel vegetal.

22

Repita estas operações até esgotar os ingredientes.

Fritura
23

Prepare uma caçarola funda com óleo. Comece por utilizar 1 litro de óleo e a meio junte um pouco mais.

24

Prepare uma rede para escorrer as trutas e um recipiente com açúcar e canela para as passar depois de escorridas.

25

Leve a caçarola ao lume que não deve de estar muito alto.

26

Frite as trutas em pequenas quantidades (3 ou 4 de cada vez). Vá retirando-as para uma rede, de forma a escorrerem e quando estiverem secas, passe-as pela mistura de açúcar e canela.

27

A partir daqui delicie-se!!

 

 

 

Ingredientes

Este é um doce típico de Natal da cidade de Olhão
 1700 g Batata Doce (descascada)
 600 g Açúcar
 1 c. sopa bem cheia Canela
 1 Limão, raspa
 Água q.b.
Massa
 1 kg Farinha Trigo sem fermento T55
 125 g Banha de porco
 125 g Margarina
 1 Laranja, sumo
 100 ml Vinho branco
 Água morna q.b.
Fritura
 1,50 l Óleo
 Açúcar q.b.
 Canela q.b.

Procedimentos

Recheio
1

Descasque as batatas, lave-as e corte-as em pedaços mais pequenos. Cubra-as com água e leve ao lume para que cozam.

2

Quando estiverem cozidas, escorra a água, reservando um pouco.

3

Reduza as batatas a puré. Deve de ser feito com um passe vite ou com um esmaga batatas. Com a varinha mágica não fica tão saboroso, mas pode-se fazer na mesma. Reserve.

4

De seguida deite o açúcar num tacho e junte um pouco de água da cozedura. A suficiente para ajudar o açúcar a derreter.

5

Leve ao lume até que o açúcar derreta.

6

Entretanto junte a raspa de um limão e uma colher de sopa de canela ao puré de batata. Misture bem.

7

Quando o açúcar estiver derretido, junte a mistura da batata, envolvendo bem.

8

Leve ao lume, mexendo regularmente até que o doce ganhe ponto (aproximadamente 50 minutos)

9

Transfira para uma taça e deixa arrefecer.

10

O ideal é fazê-lo de véspera.

Massa
11

Derreta a banha e a manteiga no micro-ondas. Pode fazê-lo juntas ou em separado.

12

Esprema o sumo à laranja e deite-o num copo de medir. Junte o vinho branco e acabe de encher o medidor, com água morna, até atingir os 500 ml.

13

Deite a farinha na batedeira. Ponha-a a trabalhar e adicione gorduras. Nesta primeira fase, irá obter uma massa areada.

14

Sempre com a máquina a trabalhar, de seguida junte os líquidos. A partir daqui é deixar trabalhar a massa.

15

O resultado é uma massa elástica, muito fácil de trabalhar, em que não é necessário polvilhar a pedra de trabalho.

Montagem
16

Prepare a bancada de trabalho. Vai precisar de um rolo de massa, um cortador de serrilha e duas colheres de sobremesa.

17

Comece a esticar a massa com o rolo. Esta tem que ser bem esticada. Um truque é utilizar a pedra da bancada como guia. Quando começar a ver a pedra através da massa, estará com uma espessura ideal (+/- 2mm).

18

Com a ajuda de duas colheres de sobremesa, ponha uma pequena porção de recheio sobre o centro da massa.

19

Feche a truta como de um rissol se tratasse.

20

Corte a truta com um cortador de serrilha.

21

Vá dispondo cada um num tabuleiro forrado com papel vegetal.

22

Repita estas operações até esgotar os ingredientes.

Fritura
23

Prepare uma caçarola funda com óleo. Comece por utilizar 1 litro de óleo e a meio junte um pouco mais.

24

Prepare uma rede para escorrer as trutas e um recipiente com açúcar e canela para as passar depois de escorridas.

25

Leve a caçarola ao lume que não deve de estar muito alto.

26

Frite as trutas em pequenas quantidades (3 ou 4 de cada vez). Vá retirando-as para uma rede, de forma a escorrerem e quando estiverem secas, passe-as pela mistura de açúcar e canela.

27

A partir daqui delicie-se!!

Trutas de Batata Doce da Avó Juliana